Rua Caio Mario

6.4.09

no meio do deserto um houaiss

gato

um cachorro
com auto-estima

morte

um túnel
sem a luz no fim
do túnel

brasília

à noite
todos os gatos
são afro-descendentes

eternidade

o que acontece
entre o começo
e o fim

começo

o que dá início
ao fim

fim

quando de
repente eis
que tudo.

8 comentários:

Paulo Henrique Motta disse...

"gato

um cachorro
com auto-estima"

cara, isso é demais!!

Um abração do Paulinho.

Cosmunicando disse...

adorei... gosto demais de poemínimos =)

Carambolices disse...

Acho que nunca passei por aqui.

Que pena.

Bom demais da conta para caramba.

Aparece pela minha vida algum dia desses?

Beijos!
Olivia ( Borges )

Aline Fanju disse...

o q está entre o começo e o fim. a lacuna...possivelmente o mais interessante!
muito bom!
beijinhos

Ana Carolina disse...

"eternidade

o que acontece
entre o começo
e o fim"

Intrigante, Instigante...interessante!

bianca disse...

Também gosto dos poemínimos. E gostei demais de ter parado na sua festa como penetra (amiga de uma amiga da amiga sua) e que piano no final da noite. Acho inclusive que eu levei o livro do Paulo trocado- bem, no meu exemplar tem uma dedicatória para ele (o pianista, nao?).
Longa estrada- e salvas pra toda a eternidade que acontecer entre o começo e o fim para voce. bjo.

Aline Fanju disse...

nossa,mano...treta quente,meu!
abraço,truta!

Carleto Gaspar 1797 disse...

Mas como pôde a navegação anual de galeões de Manila a Acapulco permanecer em seu ritmo tranqüilo por dois séculos?