Rua Caio Mario

16.2.09

Sofia

Nos meus sonhos era sempre uma atriz que fazia o papel de Martha. Era como Martha mas longilínea, o queixo pronunciado, a boca mais vermelha e os olhos talvez cinzas. Era Martha, isso não era questionado no sonho. Mas, pensando bem, era uma atriz interpretando Martha. Não era, no entanto, uma atriz conhecida. Talvez fizesse teatro. Talvez morasse com dois gatos no jardim botânico. Talvez nem fosse atriz, talvez Martha fosse seu primeiro papel, e o meu sonho fosse o seu primeiro trabalho (já que eu não requeria sequer registro profissional). Talvez fosse garçonete. Mas era uma boa atriz. Nunca soube seu nome. Para efeito narrativo (pois é preciso que as pessoas tenham nome), a chamaremos de Sofia. Isto é: até um certo momento da história. Nesse momento, descobrirei que o seu nome não é esse, e a partir de então ela será chamada pelo seu nome real. Por enquanto, Sofia nos convém perfeitamente.

6 comentários:

Pode Beijar a Noiva disse...

putz!Sei quem é!Já fez um pesadelo de um amigo meu.Meio trash né mas po...início de carreira nego topa tudo.

Paulo Henrique Motta disse...

ah, Sofia...

Adrianna Coelho disse...


eu costumo ter sonhos que se desenrolam...
que a sofia se revele! :)

beijos, gregório


p.s. vc vai continuar sonhando, né? rs

Constanza disse...

Sofia, wanted dead or alive.

Luiz Coelho disse...

Ah, Sofia!

obs.: tá sumidão, hein!

Aline Fanju disse...

isso é o começo de um processo?acompanharei...tô fazendo isso c os personagens de um curta q tô escrevendo: catarina e bernardo!
crinaod outras histórias, dando vida aos personagens...depois me visita e lê um pouquinho!
beijinhos