Rua Caio Mario

11.9.08

safo de lesbos

seu contorno noturno me transtorna
a pele morna sob a carne mansa
mais macia do que o manto-pêlo
do que o mar na coxa sua língua roxa
inverna mil calores seu biquini
mini me maltrata mil me estorva
e turva feito burca no calor do rio
mazurca na sanfona odes negras
no baião és foda e fazes falta
nessa terra pouco firme em que você
se vivesse cantaria mpb

11 comentários:

Patrícia Angélica disse...

primeiro comentário!!!!

nossa...

lindo...

estou adorando sua faceta poeta...

beijos!!!!!

Francisco Quiorato disse...

Nossa! Mt legal essa poesia.

Destaque para o verso:

"mini me maltrata..."

Parabéns Gregório! Um multi-artista!

Catharina disse...

isso parece o Caetano no "Cê".

Erika disse...

Realmente o que vc escreve é o "despertar a vertigem de cada palavra"

=)

Bianca Caetano disse...

Concordo: "Isso parece o Caetano no 'Cê'".

Pavitra disse...

assim, cantaria não apenas mpb, tbm bossa, forró, lundu, samba...

muito bom!

Alice Sant´Anna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alice Sant´Anna disse...

parece rap, hip hop, boca roxa de botox, ganesha na cocha, bom à beça, beijos!

Patrícia Angélica disse...

Fala aí, Gregório!!!!

Estamos nos programando pra ir no Dragão Verde no Tablado tb!!!!!

bjooooooo

senhorita feliciana disse...

esse tá incrível, greg, poetizou bonito! : )

- Marechal Carleto - disse...

Gostei muito,


mas po...


sem mancar..